Silva Pinto

Fotografia

Biografia

José da Silva Pinto (Silva Pinto, como é conhecido, ou Tonspi, para os amigos) nasceu no Lobito, no Sul de Angola, em 7 de Julho de 1959. Em 1975, foi para Europa, mais precisamente para Zurique, na Suíça, onde estudou Biotecnologia. A fotografia surgiu na vida dele em 1980, quando começou a prestar muita atenção à arte de Eduardo Gageiro, do Rui Ochoa e tantos outros que o inspiraram. Sua passagem pela Ásia, em 1997, rendeu fotografias em países como Cambodja e Vietiname. Desde 2000, reside em Luanda, onde, depois de trabalhar para petrolíferas, passou a se dedicar à fotografia, seu modo de contar histórias. A partir de 2010, criou, em sociedade, o Face Studio Angola, onde realiza trabalhos fotográficos e de vídeo para eventos, publicidade e institucionais. O espaço dispõe de Estúdio Fotográfico totalmente apetrechado com equipamento Fotográfico, Vídeo e de Iluminação moderno e das marcas mais conceituadas, podendo oferecer a quem nos procura soluções fiáveis de grande qualidade. A equipa é composta por profissionais qualificados, com provas dadas nos mercados quer Nacional bem como no mercado Internacional. O estúdio oferece pacotes de serviços personalizados, que vão da Concepção, Design, Captação, Edição, Grafismo, Arte Final de peças promocionais nos mais variados suportes. Silva Pinto já promoveu as seguintes exposições: 2003 – “Olhares” – Sala do Casino do Hotel Marinha, Luanda. 2004 – “ Deambulações” – Bar - Pub Desigual, Luanda. 2005 – “ Meet the Arts of Angola” – Embaixada de Angola em Tóquio, Japão. 2006 – “ Dipanda Forever” Exposição Colectiva Trienal de Luanda. 2007 - Exposição Individual em Seoul, Coreia do Sul a convite do Escritório de representação de Angola. O fotógrafo já lançou os livros: 2008 – Lançamento de um livro, com o patrocinio do Banco Espírito Santo Angola pela Editora Barbieri, Lisboa. 2012- Lançamento do livro “Cá Entre Nós”, pela Editora Tinta da China, Lisboa De acordo com o profissional, não possui equipamento fotográfico de topo, não utiliza técnicas e nem regras para fotografar, muito menos teve formação na área. “Frequentei a escolinha mágica do céu, das 1001 cores, dos entardeceres mágicos, do deslumbramento de ver um novo dia nascer”.

Comentários

Artista do mesmo gênero