Ana Clara Guerra Marques

Dança

Biografia

Ana Clara Guerra Marques, uma das pioneiras da dança contemporânea africana, inicia os seus estudos em dança na Academia de Bailado de Angola em 1970 e, em 1978, passa a dirigir a única Escola de Dança existente no país, actividade que desenvolve a par da docência. Mestre em Performance Artística – Dança com a tese «Sobre os Akixi a Kuhangana entre os Tucokwe de Angola: A performance coreográfica das máscaras de dança Mwana Phwo e Cihongo», pela Faculdade de Motricidade Humana da Universidade Técnica de Lisboa. Licenciada em Dança – Especialidade de Pedagogia, pela Escola Superior de Dança de Lisboa do Instituto Politécnico de Lisboa. Autora dos livros “A Alquimia da Dança” (1999), “A Companhia de Dança Contemporânea de Angola” (2003) e “Para uma História da Dança em Angola – Entre a Escola e a Companhia: Um Percurso pedagógico” (2008), estando em preparação a publicação de um trabalho de investigação sobre as máscaras de dança cokwe. Da sua estratégia para a defesa e projecção da dança enquanto linguagem artística e arte performativa em Angola, fazem parte a sua prática como bailarina e coreógrafa, fundando em 1991 a Companhia de Dança Contemporânea de Angola, a primeira companhia profissional em Angola (e uma das primeiras em África). Numa diversificação das linguagens da dança, baseia-se num trabalho pessoal de investigação sobre danças patrimoniais de Angola em risco de extinção e as dinâmicas sociais do país. Pioneira da dança contemporânea em Angola, introduz novas formas e conceitos de espectáculo e inaugura a utilização de espaços não convencionais, com performances que marcam o seu trabalho com alguns dos mais reconhecidos escritores e artistas plásticos angolanos, entre os quais se destacam António Ole, Jorge Gumbe, Masongi Afonso, Mário Tendinha, Francisco Van-Dunem, Manuel Rui, Carlos Ferreira, Frederico Ningi e Pepetela. Traz para Angola a Dança Inclusiva pela integração de bailarinos portadores de deficiência no elenco da CDC Angola. Dirigiu mais de uma centena de espectáculos profissionais, foi coreógrafa coordenadora dos espectáculos das cerimónias de abertura e encerramento da Taça Africana das Nações Orange Angola 2010 e foi directora artística e coreógrafa das cerimónias de abertura e encerramento do II Festival Nacional de Cultura e Artes – Fenacult 2014. Dentre as suas obras destacam-se: A Propósito de Lueji (1991); Mea Culpa (1992), Corpusnágua (1992), Solidão (1992); 1 Morto & os Vivos (1992), 5 Estátuas para Masongi (1993); Imagem & Movimento (1993), Palmas, Por Favor! (1994); Neste País... (1995), Uma Frase Qualquer... & Outras (Frases) (1997), Agora Não Dá! ‘Tou a Bumbar... (1998) e Os Quadros do Verso Vetusto (1999), Ogros… da Oratura… e do Fantástico (2008), Peças para uma Sombra Iniciada e Outros Rituais Mais ou Menos (2009), O Homem que Chorava Sumo de Tomates (2011), Solos para um Dó Maior (2014) e Ceci n’est pas une porte (2016), esta última em co-autoria com Nuno Guimarães. Tendo participado em festivais e digressões internacionais, tem publicados diversos artigos em revistas académicas internacionais e periódicos angolanos. Como investigadora tem tido participação activa como oradora em diversos encontros, palestras, conferências e workshops de âmbito nacional e internacional. Enquanto Assessora Principal do Ministério da Cultura angolano participou desde o início na criação de um sistema de ensino artístico, tendo trabalhado na concepção dos cursos de formação em dança e na elaboração dos respectivos planos de estudo e programas curriculares, insistindo assim na importância e necessidade de um ensino profissionalizante para as artes em Angola. É “Prémio Nacional de Cultura e Artes” (2006) e prémio “Identidade” da União Nacional dos Artistas e Compositores, possui os Diplomas de Honra e de Mérito do Ministério da Cultura de Angola e o “Diploma de Honra – Pilar da Dança” da UNAC. É membro individual do Conselho Internacional de Dança da UNESCO e Consultora da Ministra da Cultura de Angola. Web: http://www.cdcangola.com/ http://tucokwe.org/ Links de entrevistas sobre Ana Clara Guerra Marques: - http://www.angop.ao/angola/pt_pt/noticias/lazer-e-cultura/2013/9/42/Coreografa-aponta-para-necessidade-edificacao-mais-salas-espectaculos,a07cc6a6-f2fb-4758-b518-53044178079f.html - http://www.angop.ao/angola/pt_pt/noticias/lazer-e-cultura/2013/9/42/Ana-Clara-Guerra-Marques-considera-fundamental-instituicao-sistema-ensino-artistico,3268a890-628c-4abd-a8e6-2f0ae988f23a.html - http://www.redeangola.info/especiais/ana-clara-guerra-marques/


  • Filmografia

  • + Veja Mais

  • Festa de Quintal: The Angolan Home Theatre

  • Título: Festa de Quintal: The Angolan Home Theatre

  • Trabalhou como: Festa de Quintal: The Angolan Home Theatre

  • Ano: 2010

  • Kuduro: Fogo no Museke

  • Título: Kuduro: Fogo no Museke

  • Trabalhou como: Kuduro: Fogo no Museke

  • Ano: 2007

  • Outras Frases

  • Título: Outras Frases

  • Trabalhou como: Outras Frases

  • Ano: 2003

  • Uma Frase Qualquer

  • Título: Uma Frase Qualquer

  • Trabalhou como: Uma Frase Qualquer

  • Ano: 1996

  • Rosa de Areia (1988)

  • Título: Rosa de Areia (1988)

  • Trabalhou como: Rosa de Areia (1988)

  • Ano: 1988


  • Premiações

  • + Veja Mais

  • 1º Concurso Coreográfico Interafricano

  • Obra/Papel: Coreógrafa

  • Categoria: Dança

  • Ano: 1994

  • Prémio Nacional de Cultura e Artes 2006

  • Obra/Papel: Dança

  • Categoria: Dança

  • Ano: 2006

Comentários

Artista do mesmo gênero