Lev’ Arte coloca União dos Escritores Angolanos em Chama

Lev’ Arte coloca União dos Escritores Angolanos em Chama

16 de abril de 2018

O Movimento Lev´Arte protagonizou, neste sábado à noite, na União dos Escritores Angolanos, em Luanda, mais uma edição do ‘Poesia à Volta da Fogueira’.

O momento que juntou mais de vinte poetas à volta de uma fogueira e assistido por cerca de 80 jovens, entre músicos, escritores e dramaturgos, tem como objectivo, segundo Marcos Ginguba, um dos responsáveis da organização, perpetuar a tradição oral africana, uma vez que, os africanos têm por hábito, reunir-se à volta da fogueira para passar as experiências vividas aos seus descendentes.

“Os antepassados faziam reuniões à volta de uma fogueira para dar testemunhos aos seus descendentes, daí a nossa intenção em organizar o evento”, explicou.

O recital em torno das chamas é aberto à todos os amantes da poesia, quer sejam amadores ou consagrados e tem lugar todos os segundos sábados de cada mês, num local escolhido pela organização.

Bona Ska, poeta consagrado que participa do evento há cerca de 4 anos, falou à Neovibe que é nestes espaços onde aparecerem jovens-revelação no mundo das artes literárias.

Entre vozes e fogo, a União dos Escritores Angolanos, presenciava momentos da palavra falada, cânticos e drama, com duas horas de duração.

Imbuídos de espíritos líricos, os poetas soltaram as vozes, entoando ‘Os Meninos do Huambo’, de Manuel Rui Monteiro. Para além da poética, o momento foi também brindado com spoken word. 

Vários poemas foram recitados durante o momento, com destaque para ‘Paludismo Social’ e ‘Paracetamol Social’, de Bona Ska, e Retrato de um Mendigo, que foram fortemente aplaudidos.

Para a poetisa Nadine Morais, o poeta deve estar sempre preparado para declamar. Embora ainda seja visto como um estigma, a mulher para si é o expoente máximo da arte lírica e devia exercitá-la.

Diferentemente da poesia tradicional, o spoken word possui menos rigor estético que àquela, por ser recitado de maneira livre. Entretanto, também deve merecer algumas figuras imagéticas.

O músico, compositor e poeta, Bona Ska, aproveitou a oportunidade para informar o relançamento do seu álbum ‘Wi Se Paiou’, previsto para Junho próximo.

 

Texto: Albino Tchilanda

Fotografia: Santos César 

 

Fonte: Neovibe