Rappers do Cazenga incentivam a não delinquência no município

Rappers do Cazenga incentivam a não delinquência no município

10 de outubro de 2018

Black Zona é um grupo de Rap constituído por seis jovens angolanos. Criado há 4 anos, nas imediações da BCA, município do Cazenga, os rapazes afirmam cantar o que vivem e compor letras que incentivam a não delinquência.

O grupo que já foi denominado por Y-Black Nelson Rosário nasceu da necessidade dos primeiros integrantes abordarem sobre os vários problemas ligados a delinquência que a população dos arredores do mercado do BCA (Base Central das Forças Armadas Angolanas), na 5ª Avenida do Cazenga, tem vivido há muitos anos.

Com a saída de Mistério, co-fundador do grupo, quem, segundo acusa Y-Black, sonhava com uma carreira imediata, os que permaneceram mudaram o nome para Black Zona, em 2015.

Com uma mixtape intitulada ‘Ordens do Boss’, de oito faixas, já disponível nas redes sociais, e um vídeo clipe, os jovens dizem levar o projecto mais a sério e esperam por alguma produtora de renome que os aposte. E prometem contribuir na mudança de consciência de alguns munícipes com o que cantam.

“As pessoas precisam perceber que rapper não é sinônimo de má influência comportamental. Até porque somos mestres de cerimônias (MC). Então, a nossa preocupação é motivarmos os jovens a enveredarem pelos bons caminhos”, disse Derivaldo Sintoma.

O município do Cazenga continua como um dos maiores com índices de delinquência em Luanda, segundo dados da Polícia Nacional. Por essa razão, os membros da Black Zona dizem-se confiantes para continuarem a contribuir de forma positiva na boa imagem da área que vivem.

Nessa altura, o grupo grava as suas músicas nas produtoras Dope Music e Beta House, ambas situadas no Cazenga, e sentem-se confiantes com o desenvolvimento artístico têm demostrado.

“Esperamos chegar ao nível do músico NGA, ou dos grupos Força Suprema, TRX e Mobbers”, disseram os jovens que elogiaram o empenho daqueles cantores.

“Na minha modesta opinião, esse é o momento da música angolana. Actualmente, assumir-se como fazedor de música é uma grande responsabilidade, pelos vários talentos que surgem dia após dia!”, exclamou Y-Black. Apesar de reconhecer que, para o estilo Rap, o número de fazedores de freestyle tem reduzido consideravelmente nos últimos anos.

Criado em 2014, Black Zona é um grupo composto por seis jovens com idades compreendidas entre 18 e 21 anos, nomeadamente, Derivaldo Sintoma, Pedro Skinado, Black Júnior, Bizy, Y-Black e Nelson do Rosário, que, até então, são apoiados por Abel Clemente (Scobary), quem pagou pela mixtape e pelo vídeo clipe.


 

Texto: David Gaspar

Fotografia: Leni Saff

Fonte: Neovibe

Tags: #BlackZona , #GrupoDeRap , #Cazenga , #NãoADelinquência