Estudantes do ISAF encenam conto do escritor angolano João Melo

Estudantes do ISAF encenam conto do escritor angolano João Melo

12 de agosto de 2019

Decorreu na sexta-feira à tarde, no auditório grande da Academia BAI, a exibição da peça teatral Vêm Aí as Portuguesas. Caricata e cativante, a amostra é uma sátira à defesa da moral e dos bons costumes.

Vêm Aí as Portuguesas é uma cómica peça teatral que se baseia num conto com o mesmo título, que faz parte da obra literária The Serial Killer do escritor angolano João Melo.

Protagonizado pelo grupo teatral do ISAF, o fragmento espelha a acção de um grupo de portuguesas que se juntam para exigir o regresso dos seus maridos de Angola. A sátira muito bem conseguida surge em defesa da moral e dos bons costumes.

Fátima Fernandes, professora da cadeira de Comunicação Pessoal e Empresarial do ISAF, disse que o conto adaptado é dos mais divertidos do programa que lecciona para seus estudantes.

A docente afirmou ainda que, com a peça, pretendem divertir as pessoas. “Brincar com os estereótipos e com os preconceitos.  Que se perceba que as diferenças deveriam servir apenas para isso: para rirmos delas, conscientes de que todos somos risíveis”, finalizou.

Neste momento, o grupo teatral do Instituo Superior de Administração e Finanças (ISAF) encontra-se a preparar a peça intitulada O Escravo Isauro - uma comédia feita a partir da obra A Escrava Isaura, de Bernardo Guimarães.


Texto: Lourenço Mussango

Fotografia: Alcides da Conceição

Fonte: Neovibe

Tags: #PeçaTeatral , #VêmAíAsPortuguesas , #ISAF , #AcademiaBAI , #Conto , #JoãoMelo