“Sou um homem do teatro emprestado à literatura”: António Paciência

“Sou um homem do teatro emprestado à literatura”: António Paciência

8 de fevereiro de 2019

Como convidado especial do ‘Poesia Eu Vivo’, organizado pelo Lev’Arte, António Paciência partilhou com o público as suas experiências enquanto slammer, dramaturgo e CEO da Kwatas & Koolies. Sem esquecer a sua vivência, contou estórias da infância.

Decorreu na noite de ontem, no King’s Club, Vila Alice, uma edição especial do evento poético ‘Poesia Eu Vivo’, sujo protagonismo coube ao slammer António Paciência.

Na rubrica ‘Mesa Bicuda’, entrevistado pelo poeta Marcos Ginguba, António Paciência falou da sua infância, adolescência e vida adulta.

Ao interagir com o público presente no King’s Club, o também promotor de eventos revelou que viveu a sua infância no Golf 1, Avó Kumby, subzona 07. Foi na infância que Paciência entrou em contacto a música.

“Fui uma criança que procurava compreender as coisas a sua volta. No Golf I, os meus tios tinham uma discoteca de nome Kilembeketa. Foi lá onde passei a ouvir muita música electrónica”, frisou.

Em criança, como bom aluno que era, António Paciência chegou a escrever um redacção sobre a solidariedade. “Ao ler a redacção pude ver lágrimas nos olhos das minhas colegas.

Foi naquele instante que compreendi sobre o poder das palavras”, revelou.

O vencedor do ‘Luanda Slam 2016’ e mentor do evento alternativo ‘Meu Gueto Minha Bandula’, que se realiza no interior da Calemba ou Cassequel, confessou que antes de se doar à literatura, desde 2004 que o teatro ocupava a maior parte do seu tempo. Em 2008, a viver em Lubango, Paciência entra no Olongende como actor e em 2010 torna-se encenador do referido grupo teatral.

“Eu sou um homem do teatro emprestado à literatura”, sublinhou.

Foi por causa do crescimento do grupo teatral Olongende que sentiu a necessidade de criar produtora de eventos ‘Som em Ventos’.

“A Kwatas & Koolies é a continuidade daquilo que comecei com a Som em Ventos”, declarou.

O especial ‘Poesia Eu Vivo’ com António Paciência contou com a participação dos slammers Bleck Jhon, Regina Sandala, Soldado Wandalika, Adolfina Cruz e outros.


Texto: Lourenço Mussango

Fotografia: Alcides da Conceição

Fonte: Neovibe

Tags: #EspecialPoesiaEuVivo , #AntónioPaciência , #Slammer , #Dramaturgo , #CEODaKwatas&Koolies